Pensar Brasília – Educação & Inovação – André Dutra no CEAN

Série da Rede TV/TV Brasília sobre educação e inovação em Brasília.

Vocês poderão conhecer bons exemplos das escolas públicas do DF e também ver um pouco mais do meu trabalho de conscientização política no CEAN. Ficou muito legal e só tenho a agradecer aos meus alunos, que muitas vezes são meus professores também; à Direção, Coordenação e todo corpo docente do CEAN pelo apoio e companheirismo; ao Pedro Augusto Correio (produtor), Humberto Colaci, Orlando Rosa e Ronay Galdino (cinegrafistas) e Mariana Xavier (repórter) e toda equipe da TV Brasília.

httpv://www.youtube.com/watch?v=JrItmuF_img

E vamos lá, pois Política boa é Política feita pela gente e conhecimento bom é aquele que é compartilhado!

Erratas: Me formei no IESB e não na UnB e estudei no CEAN e escolas públicas da Asa Norte e não do Gama, como dito na reportagem (foi somente uma troca de informações, creio que sem culpa da equipe de jornalismo). Por incrível que possa parecer, tem gente pobre na Asa Norte também hehehe. Morei por muitos anos lá, numa kitnet.

Resultados para a coletividade e não para o individual

Semana passada, pela quarta vez consecutiva, estive no Politeia. A simulação de Câmara dos Deputados feita para estudantes universitários está cada vez maior e melhor. Depois de ser Presidente da Casa em 2010, dessa vez, fui líder do PT, maior partido da Casa. E foi assim que fechei meu ciclo e me aposentei do mundo das simulações (ou não?)! Considero como um belo treino para o que busco na realidade. Como o título diz, quero resultados para a coletividade e não para o individual. Depois dessa experiência fica ainda mais certo de que é isso que quero: entrar na política brasileira para trabalhar e ajudar a mudar seus rumos para caminhos onde quem mais precisa será beneficiado e ampliar o debate, principalmente para os jovens. É de ficar aterrorizado como os jovens das elites financeira e intelectual brasileira não têm empatia com a dura realidade do povo e como uma “juventude conservadora” vem crescendo. Não quero isso pra mim, pra você, pro futuro do Brasil e pra ninguém. É por isso e por acreditar que posso contribuir por um DF e um Brasil melhores, que sigo em frente!

Abaixo, matéria do Correio Braziliense, onde pude contribuir como um dos personangens:

Desde segunda-feira (16/7), cerca de 120 universitários de diversos estados estão reunidos na Câmara dos Deputados. Eles simulam o trabalho de um parlamentar brasileiro: criam projetos de lei, votam em comissões temáticas, escolhem líderes partidários e organizam alianças entre as siglas. A mídia, é claro, não poderia ficar de fora. As principais notícias aparecem no jornal O Politeia, feito por estudantes de jornalismo.

Essa simulação faz parte do projeto Politeia, organizada anualmente por alunos da Universidade de Brasília (UnB). O grupo fica na Câmara dos Deputados até sábado (21) e as negociações correm a todo vapor. Os partidos se dividiram em dois blocos distintos: bloco União pela Democracia e bloco Sigam-me os Bons. O primeiro reúne PMDB, PSDB, PSD, PP, DEM e PR. O segundo é a junção entre PT e PSB. Os projetos de lei estão sendo votados nas comissões temáticas e os aprovados passam pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC). As propostas validadas chegam ao Plenário Ulysses Guimarães na tarde desta quinta-feira para decisões finais.

Jovens deputados
Este é o quarto ano em que André Dutra, 26 anos, formado em relações internacionais pelo IESB, participa do Politeia. A relação dele com a política se mistura entre realidade e simulação. Em 2010, ele foi candidato a deputado distrital pelo PDT e, atualmente, é presidente da juventude do PSB. No Politeia ele atua como líder do PT. “O meu conhecimento em política, adquirido em outras edições do Politeia e em situações da vida real, me dão vantagens para uma boa participação aqui. Aprendi, por exemplo, a sempre negociar e articular, buscando resultados para a coletividade e não para o individual”, conta.

Outro conhecimento que André adquiriu é o profissionalismo: “Apendi a não levar nada para o lado pessoal. Já tive conflitos acalorados, mas não deixei isso sair da simulação”. André Dutra indica a simulação para todo mundo que queira entender melhor o sistema legislativo do Brasil. “É um processo muito realista, mesmo sendo uma simulação, é um laboratório rico para o aprendizado”, relata. Um dos projetos de lei dele que está dando o que falar proíbe e desregulamenta a atividade dos flanelinhas, pois ele considera que a Polícia deve vigiar e proteger os espaços públicos.

 A matéria completa você lê clicando aqui! Mais sobre meu projeto e considerações sobre a proibição da atividade de flanelinhas, você lê aqui!

Me siga no Twitter!

Entrevista para o Campus UnB

Ontem concedi entrevista para o Wemerson Fraga, que foi publicada hoje no jornal Campus UnB (versão online). Novamente, falo sobre o Politeia, que já está com as inscrições quase lotadas para deputados e já lotadas (com lista de espera) para jornalistas, sua importância como simulação e impacto na realidade. Abaixo deixo algumas passagens e no link, a matéria completa!

Simulação do Congresso Nacional acontecerá no mês de junho

Participante do evento pela terceira vez e presidente da Câmara dos Deputados no POLITEIA 2010, o graduado em relações internacionais André Dutra é um entusiasta do Projeto. “É diferente das simulações da ONU porque você não trata de uma realidade alheia, mas da sua própria. No POLITEIA, discutimos os problemas cotidianos do país”, diz. Dutra, inclusive, investe em carreira política real e se candidatou a deputado distrital nas eleições de 2010, pelo PDT do Distrito Federal.

História

Foto: Elisa Chagas / Divulgação POLITEIA

DSC_0215

André Dutra e outros participantes na simulação de 2010

O POLITEIA surgiu em 2003, por iniciativa de estudantes do Instituto de Ciência Política (IPol) da UnB que procuravam conhecimentos práticos sobre o processo legislativo. Depois de um período de interrupção, o projeto foi relançado em 2008. A intenção é educar os participantes para a política. “O POLITEIA trouxe conhecimento sobre os processos legislativos, me esclareceu como é viver o papel do deputado, o que ajuda até a exigir mais dos parlamentares reais”, afirma o participante André Dutra.

Me siga no Twitter!

POLITEIA – Simulação da Câmara dos Deputados abrirá inscrições para sua 5ª edição

Pessoal, mais uma vez chegou hora de vestir o terno, o tailleur ou seja lá que roupa formal você prefira, afiar o discurso, preparar seu projeto de Lei e assumir o papel de um(a) deputado(a) por alguns dias! É o Politeia, evento de simulação da Câmara dos Deputados em que participei por duas vezes: a primeira em 2009 e a outra em 2010, quando fui Presidente da Câmara! Já falei aqui antes o tanto que é legal esta experiência. Ensina demais sobre o processo legislativo aos participantes, bem como dá um gostinho sobre como é ter um mandato. Acho que deveria ser filmado e passado aos Deputados de verdade, pois é uma verdadeira aula de comprometimento e democracia, aliados à competência e defesa ideológica dos participantes! Estudantes de qualquer curso de graduação, pós-graduação e recém-graduados podem participar!


Líderes dos Partidos Simulados e eu, como Presidente (2010)

AH, não posso esquecer de uma das coisas mais legais! Também há simulação do Comitê de Imprensa, exclusivo a alunos de Comunicação. Nos dias de simulação, a imprensa funciona normalmente, colhendo depoismentos, fazendo entrevistas, coletivas, tirando fotos, enfim, cobrindo todo o evento. E há também um jornal impresso por dia, compilando tudo o que acontece nos corredores do poder!


Presidindo a sessão (2010)


Votação em Plenário (2010)

Vejam abaixo as informações completas, se inscrevam e participem! É a hora de treinar para, quando estivermos lá, subvertermos as práticas  usadas por vários desses malas eleitos, que tanto odiamos!

O POLITEIA é a simulação da Câmara dos Deputados destinada a universitários com interesse no processo legislativo brasileiro.

Durante o evento, que acontecerá de 22 a 26 de junho, estudantes de quaisquer áreas poderão atuar como deputados. O participante irá elaborar, discutir e votar projetos de lei no Congresso Nacional.

Nesta edição serão simulados seis partidos e sete comissões que ficam a escolha do participante.

Já aqueles que estudam Comunicação Social poderão atuar como repórteres e produzir um jornal diário e um site de notícias, vivenciando o dia-a-dia da cobertura política em Brasília.

São 120 vagas para deputados e 10 para repórteres. Os inscritos ainda vão contar com treinamento durante preparação.

As inscrições vão de 10 a 20 de maio, no valor de R$ 90,00 na FA, prédio do Instituto de Ciência Política, no Campus Darcy Ribeiro da UnB ou pelo site www.politeiaunb.com.br. Para participar, basta apresentar identidade original e o comprovante de matrícula em curso de Comunicação, no caso da inscrição para repórter, além da ficha de inscrição preenchida. Para os alunos que comprovarem ser de baixa renda, haverá 7 vagas (5%do total) destinadas aqueles que apresentarem comprovantes de suas respectivas instituições.

POLITEIA é a simulação da Câmara dos Deputados destinada a universitários de qualquer nível ou recém-formados.

Durante o evento, você poderá criar, discutir e votar projetos de lei em seis comissões e no Plenário, assumindo o papel de parlamentar de um dos sete maiores partidos da Câmara.

Estudantes de Comunicação podem ainda simular o cotidiano de jornalistas políticos e produzir um jornal diário e um site de notícias.

Podem participar estudantes de graduação, pós-graduação e recém-formados em qualquer curso superior reconhecido pelo MEC.

Inscreva-se de 10 a 20 de Maio na FA/UnB ou pelo site www.politeiaunb.com – Valor: R$ 90,00

Partidos simulados: PT, PMDB, PSDB, PP, DEM, PR, PSB

Comissões:

– Constituição, Justiça e Cidadania;

– Defesa do Consumidor;

– Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado;

– Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável;

– Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural;

– Administração, Trabalho e Serviço Público.

AGENDA

Treinamento e Convenções Partidárias – 21 e 22 de maio, na FA/UnB

Cerimônia de Abertura e Posse – 22 de junho, no Campus Darcy Ribeiro/UnB

Simulação – de 23 a 26 de junho, na Câmara dos Deputados

PARTICIPE!

Realização:

Projeto POLITEIA

Instituto de Ciência Política (IPol/UnB)

Câmara dos Deputados

Mais informações:

Pelo site oficial, Twitter, Formspring ou pelo e-mail contato@politeiaunb.com

Espero vê-los lá!

Me siga no Twitter!

Indecisão na eleição de deputados distritais

Saiu no Jornal Alô Brasília uma pesquisa que comprova que a grande maioria da população do DF está muito desconfiada e ainda não sabe em quem votará! Curioso que numa dessas pesquisas, eu apareço entre os listados. Além de ser um candidato jovem e que prega renovação incluído nesta listagem, sou o único cadidato do PDT! Isso significa que grande parte do mérito é de vocês, meus amigos e colaboradores, que têm me ajudado a espalhar meu nme e números por aí!!! Continuemos e vamos ganhar! Muito obrigado a vocês!

Vejam abaixo a matéria na íntegra e com o link para o site do Jornal!

Indecisão na eleição de distritais

A disputa para conquistar uma cadeira na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) promete ser acirrada. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), 855 candidatos disputarão as 24 vagas para deputado distrital. A média é de 35,6% aspirantes por vaga. Do total de candidatos, 17 são deputados distritais que tentarão se reeleger em outubro. Até o momento, 266 estão aptos, oito já não podem mais concorrer e o restante aguarda julgamento. Contudo, mesmo com tantos nomes à disposição dos eleitores, 84,49% deles não sabem ainda em quem vão votar. Foi o que revelou a pesquisa encomendada pelo Jornal Alô Brasília ao IBGS.

Na amostragem feita de forma estimulada (quando o eleitor recebe em mãos a lista com todos os nomes que estão na disputa), lideram os já deputados distrital Chico Leite (PT) e Paulo Roriz (DEM), ambos com 0,62% das intenções de votos. O terceiro colocado seria, de acordo com os dados, o primeiro nome de renovação na Casa: Guarda Jânio (PSB), com 0,55% dos votos.

Outros nomes conhecidos aparecem entre os 24 candidatos mais citados na amostragem: Aylton Gomes do PR (0,47%), o tucano Raimundo Ribeiro com 0,39%, Alírio Neto, do PPS, com 0,39%, e os democratas Eliana Pedrosa (0,31%) e Raad Massouh (0,23%). Também estariam reeleitos os distritais Batista das Cooperativas (PRP) e Cabo Patrício (PT), com 0,16% cada. Totalizariam, teoricamente, nove candidatos reeleitos, deixando 15 vagas para os novatos.

A população feminina demonstrou ser mais indecisa, com 89,32% das eleitoras sem resposta. Enquanto isso, 81, 53% dos homens preferiram não adiantar o voto.

As cadeiras segunda pesquisa espontânea

Líder comunitário da Vila Planalto, Vantuil (PSL), foi o mais lembrado na pesquisa espontânea, com 1,17% dos votos. Nessa amostragem, o número de indecisos é alto, mas menor que o da estimulada (77,16%). Curiosamente, quando o eleitor diz espontaneamente em quem pretende votar para ocupar uma das 24 cadeiras da Casa, nomes que não aparecem na pesquisa estimulada entre os 24 primeiros, figuram na lista: Além de Vantuil, Nilson (PSDC), Campanela (PT), Dirsomar (PT), Everaldo Brito, Liliane Roriz (PRTB), Paulo de Tarcio (PHS), Roney Nemer (PMDB), Vastim.

Poucos são os candidatos que têm números expressivos em todas as regiões do DF. Quase todos os nomes citados na pesquisa possuem votos muito segmentados e regionalizados – por isso de alguns nomes aparecerem na pesquisa espontânea e sumirem na estimulada.

A Câmara Legislativa do Distrito Federal está entre as mais novas casas legislativas do país. Como o DF absorve as funções de estado e de município, sua Casa Legislativa é também a mais diferente, a começar pelo nome, que traduz um misto de Assembleia estadual e Câmara municipal. Vinte e quatro deputados distritais, eleitos de quatro em quatro anos, compõem a Câmara Legislativa. Esse número é determinado pelo artigo 27 da Constituição Federal e corresponde ao triplo do número de deputados federais do DF.

A Câmara foi estruturada para garantir suporte à atuação legislativa (elaboração e discussão de leis) dos deputados. Além disso, a Casa precisa assegurar, com eficiência e rapidez, sua administração interna e o atendimento à população que transita diariamente por suas dependências, numa rotina comum às casas legislativas.

A cara da nova Câmara

Chico Leite (PT) – 0,62%

Paulo Roriz (DEM) – 0,62%

Guarda Jânio (PSB) – 0,55%

Aylton Gomes (PR) – 0,47%

Arlete Sampaio (PT) – 0,47%

Kico Locutor (PTdoB) – 0,39%

Raimundo Ribeiro (PSDB) – 0,39%

Alírio (PPS) – 0,39%

Eliana Pedrosa (DEM) – 0,31%

Dilvan da Mata (PSL) – 0,23%

Everaldo Brito – 0,23%

Pedro do Ovo (PRP) – 0,23%

Raad Massouh (DEM) – 0,23%

Rejane Pitanga (PT) – 0,23%

Weligton (PSC) – 0,23%

André Dutra (PDT) – 0,16%

Apolinário rebelo (PT) – 0,16%

Batista das Cooperativas (PRP) – 0,16%

Bolinha (PHS) – 0,16%

Cabo Patrício (PT) – 0,16%

Campanela (PT) – 0,16%

Chico Vigilante (PT) – 0,16%

Cláudio Ornelas (PTdoB) – 0,16%

Coronel Júlio César (PSC) – 0,16%

Brigadão a todos amigos e amigas, de verdade! Vocês têm me dado a pilha e a força necessárias para que eu continue firme e forte nos nossos propósito!

Afinal, estou com você pela renovação do DF! Vote em mim no @TVoto!

Me siga no Twitter!

Vídeo exclusivo da prisão do Senado e enterro da Ética em Brasília

Primeiramente,quero começar este post com um muito obrigado a todos brasileiros que vêm atuando cada vez mais fortemente por esta causa nobre na política do Brasil: renovação política e retomada da ética (independentemente se são de partido ou não, de religião x ou y, se torcem pra esse ou aquele time, são todos brasileiros).

Quero compartilhar com vocês esse vídeo, com imagens feitas por quem estava desde o início daquele fatídico 15/08/2009, onde 9 estudantes foram sumária e arbitrariamente presos., ao expressar sua opinião política dentro do Senado Federal. Vocês nos verão falando antes de tudo, o que aconteceu ao iniciarmos nosso pacífico protesto, o que foi falado pela Segurança do Senado, até nossa liberação. Esse vídeo veio da câmera de uma das pessoas que estavam comigo, presos sem acusação no Senado. Isso aconteceu conosco hoje. Nada impede que seja com você amanhã e com nossos filhos no futuro. Abaixo a repressão, viva a democracia. FORA SARNEY! Essa é a ditadura parlamentar instaurada no Senado!

httpv://www.youtube.com/watch?v=Wxh75vKppBo

Esse vídeo já rechaça, por si só, as calúnias feitas contra os manifestantes e contra a Deputada Capiberibe, que foi uma figurassa e nos deu total apoio duraten o tempo preso. É nefasto e patético como a os corruptos e viciados agem para nos desmobilizar e para tentar tirar a legitimidade de nossa briga. NÃO SOMOS PATROCINADOS, NÃO SOMOS MANDADOS POR PARTIDOS, NÃO SOMOS NADA SENÃO A VOZ DO POVO, PELO POVO E PARA O POVO. Daí o grande medo deles.

Manifestações continuam a pipocar em Brasília e no Brasil

Hoje, os presidentes da Câmara (Michel Temer) e do Senado (José Sarney), além dos Dragões da Independência, receberam o presidente de Serra Leoa no Congresso. Eu estive lá, em mais um ato do Fora Sarney. Eles ouviram tudo! Mais de 120 estudantes com as gargantas afiadas, pedindo a renovação, ética e saída de Sarney. Hoje, foi uma vergonha para o país, pois o Conselho de Ética, por 9 votos a favor e 6 contra, arquivou os pedidos de investigação do (ainda) presidente do Senado.

Abaixo, algumas fotos que mostram a concentração dos manifestantes; a ida rumo à chapelaria, detida por um cordão de policiamento; a negociação com os policiais, mostrando a boa vontade e escancarando que o movimento é pacífico; a explicação aos manifestantes de que eles não iriam nos deixar gozar de nosso direito de ir e vir (num local público) com a desculpa de que, em breve, estaria chegando o Presidente de Serra Leoa; a movimentação dos Dragões da Independência em frente ao Congresso; nossa ida e tomada da Esplanada dos Ministérios (fizemos nossa marcha fúnebre, dando a volta ao Congresso); e, finalmente, a saída do Presidente de Serra Leoa, acompanhado de sua comitiva, de alguns deputados e do Presidente da Câmara, Michel Temer. Sarney deveria seguir o protocolo e acompanhar o presidente de Serra Leoa até seu carro, mas, covardemente, ficou enclausurado em seu bunker dentro do Congresso.
Obs.: Sou CONTRA a frase que aparece nas fotos pedindo o fim do Senado. Renovação já! A Instituição deve ser preservada e totalmente renovada, perder seus vícios e ter um novo quadro político limpo. 2010 é o ano de troca de 2/3 dos Senadores, fiquem atentos!

Nosso protesto também saiu na Folha Online e também na UOL!

Para baixar TODAS AS FOTOS, em alta qualidade, clique neste link.

Vídeo que foi transmitido ao vivo pelo @riquevilla, neste link!

Aqui não para! Seguindo as mobilizações nacionais, Brasília se concentrará novamente em frente à casa do (ainda) Presidente do Senado, na Península dos Ministros. A concentração será das 13:00 às 14:00 de sábado, em frente ao Congresso, com carona solidária (quem tem carro, leva a galera que puder). Pra quem quiser ir direto, 14:15 na QL 12 do Lago Sul, primeira virada à direita após as residências oficiais (fica lá no fim da rua). Ponto de referência: pela ponte do Pier 21, seguir até passar um posto de gasolina da BR, fazer o primeiro retorno e já entrar à direita (onde tem umas guaritinhas). Acesso público! Se te barrarem, estacione seu carro e siga a pé (como fizemos sábado passado).

Nova Lei Nacional de Adoção sancionada!

Este post foi uma sugestão direta mandada para mim. Por isto, esta é a inauguração de uma nova seção, que se chamará “Participação direta”. Aqui, você pode simplesmente sugerir uma nova postagem, quanto enviar um texto completo ou incompleto.

Uma vez por semana, postarei algo da “Participação direta” (sempre que houver e que não haja excepcionalidades, pelo menos).

Para começar, uma sugestão enviada pela minha namorada amada, Júlia B. de Lima, sobre a nova Lei Nacional de Adoção.

O presidente Lula sancionou hoje, às 11 horas, na Sala de Audiências do Centro Cultural do Banco do Brasil, em Brasília, a Lei Nacional da Adoção, que será chamada de Lei Cléber Matos, por sugestão de Arlindo Chinaglia, ex-presidente da Câmara, em homenagem ao filho adotivo do deputado João Matos (PMDB/SC). Cléber faleceu prematuramente com um tumor no cérebro em 2001, aos 15 anos.

A lei sancionada é de autoria da senadora do PDT-CE Patrícia Saboya e já havia sido tramitado e aprovado pela Câmara, onde foi feito um substitutivo (veja a íntegra aqui). O último passo era a sanção presidencial.

Contribuição da leitora:

Atualmente, cerca de 80 mil crianças estão em situação de abrigo e mais de 40 mil pessoas cadastradas (e habilitadas) para adoção estão na fila e não obtêm sucesso nesta ação. O problema é que cerca de 53% dessas crianças ainda estão sob a guarda dos pais biológicos e o governo as abriga por uma questão assistencial. Caso alguém tente adotar a criança, os pais podem recorrer na justiça para que a criança não permaneça sob guarda e custódia de terceiros! De qualquer maneira, mesmo quando está “tudo certo” para a adoção, a justiça (de uma grande parte dos fóruns, pelo menos) demora demais para consumar a adoção. A criança fica na nova família, mas não tem o mesmo sobrenome, o que gera constrangimentos na escola e dificuldades para colocar a criança como dependente no plano de saúde, por exemplo.

A nova lei dará um prazo de dois anos para resolver o caso dessa criança. Ela não vai permitir que irmãos sejam separados (hoje em dia há essa orientação, mas não há obrigatoriedade). Ela criará um sistema de “famílias de apoio”, que é a habilitação de famílias “provisórias” para acolher essas crianças e colocá-las em uma situação de ambiente familiar ao invés de institucional (mas a crianças e os “pais provisórios” sabem que a situação não é permanente). Essas famílias de apoio vão cuidar da criança até que os pais biológicos recuperem a situação social conveniente para receber a criança novamente.

Essa lei mudará toda a práxis de assistência à criança e adolescente. Uma grande discussão gerada por esta nova lei é a seguinte: o problema do Brasil não reside apenas nas crianças abandonadas ou abusadas (física e psicologicamente), mas também (e muito) na questão social! Pais que cuidam bem de seus filhos, que amam e dão amor não podem ficar com seus filhos, porque a situação social do Brasil é deprimente! Essas crianças acabam por ficar em um limbo jurídico, não podendo ter um lar adotivo permanente nem ter abrigo junto aos pais biológicos, sendo obrigadas a viver num ambiente estéril de amor e cuidado!

Outra questão, que deverá ser futuramente levada até o Supremo Tribunal Federal, é a adoção por casais homossexuais. A possibilidade disto ocorrer foi vetada pela Câmara dos Deputados. Porém, qualquer cidadão maior de 18 anos, de qualquer estado civil, tem o direito de candidatar-se para pai ou mãe adotiva.

Espero que tenham gostado. Participem do blog também! Mandem suas idéias via e-mail, Twitter, Orkut, SMS, ligações, pessoalmente ou da forma que achar melhor!

Deputado por três dias!

Esse é o grande atrativo do Projeto Politeia. Um projeto guiado por alunos do curso de Ciência Política da UnB que coloca alunos universitários de várias instiuições na pele de um Deputado Federal por 3 dias. E lá, dentro da Câmara dos Deputados com toda a logística e o máximo de realidade!

Foram simulados 4 Comissões (Comissão de Educação e Cultura; Comissão de Direitos Humanos e Minorias; Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania; e Comissão Especial de Reforma Política) e 5 Partidos, proporcionalmente divididos entre 85 estudantes universitários de vários cursos da UnB, bem como da UFMT, UFRJ e do IESB (eu). Os partidos simulados foram: PMDB (30 deputados), PT (25 deputados), PSDB (10 deputados), Democratas (10 deputados) e PSB (5 deputados).

Foi uma experiência sensacional. Além de ficar nas comissões, onde pude defender meu projeto de Lei e peguei o trabalho mais pesado da simulação, sendo relator de 7 Projetos apensados (anexos, pois tinham conteúdos similares), pude respirar de fato, sentando nos mesmos lugares, usando os microfones, agindo como um legislador e recebendo o tratamendo devido.

E tenho uma coisa a dizer: é muito cansativo ser um deputado! Nesses três dias pude ver que, se a pessoa quer fazer a diferença, tem que ralar MUITO! Talvez por isso que os muitos trabalham pouco e pouquíssimos trabalham muito. Mesmo assim, foi um cansaço que deu gosto, pois as leis estavam sendo feitas, discutidas e todos estavam com o espírito de fazer alguma diferença, representar a sociedade e trabalhar para ela, por ela! Aprendi que não é necessário fortunas para fazer este trabalho, muito menos de roubalheira. O que falta é amor à coisa! Amor ao Brasil e vergonha na cara.

Ficaram muitas amizades e um profundo aprendizado sobre o processo legislativo. Aprendi muito e me apaixonei mais ainda por esta vida, que anda tão em baixa, por conta daqueles que não pensam no coletivo, mas no próprio umbigo, infelizmente. A seguir deixo algumas fotos minhas e a matéria da TV Câmara, bem como o vídeo que coloquei no youtube. Espero que gostem e desculpem pela demora na atualização do site, os tempos andam corridíssimos!

httpv://www.youtube.com/watch?v=IgNTopQXp_g

httpv://www.youtube.com/watch?v=fXjEmdqlAZY

Cliquem nas fotos para que sejam visualizadas maiores: